SoHo 2525, Apartamentos de Alto Padrão em Curitiba

5 dicas essenciais para comprar seu primeiro imóvel
Confira 5 dicas essenciais para comprar seu primeiro imóvel sem comprometer suas finanças!

Realizar o sonho de ter o primeiro imóvel é sempre um marco na vida de qualquer pessoa. No entanto, essa aquisição requer muito planejamento e organização.

Se você acredita que esse é o momento de dar esse importante passo, acompanhe algumas dicas para fazer uma compra tranquila, sem comprometer suas finanças. Confira!

1. Faça um bom planejamento financeiro

Para isso, o primeiro passo é organizar seus ganhos e gastos em uma planilha ou aplicativo, calculando o quanto sobra a cada mês. Assim, ficará mais fácil determinar quanto será possível investir na sua futura propriedade.

Depois, tente visualizar nesse orçamento quanto você gasta mensalmente e o que pode ser cortado, para garantir uma parcela maior. Uma boa dica é reduzir o número de vezes que você come fora de casa, reduzir o valor de planos de serviços que não utiliza com tanta frequência e, principalmente, controlar suas finanças.

Cortando gastos e controlando o uso do seu dinheiro, será viável economizar mensalmente. Além disso, avalie a possibilidade de utilizar alguma aplicação financeira para fazer o valor render enquanto espera o imóvel ideal aparecer.

2. Converse seriamente com a sua família

Depois de visualizar o seu planejamento financeiro, saber ao certo o quanto você recebe e o valor que poderá economizar, é hora de conversar com a sua família para explicar a situação e contar com a ajuda deles na realização desse sonho. Afinal, a compra do imóvel beneficiará a todos que moram com você.

Essa é uma maneira excelente de formar uma rede de apoio e contar com a importante contribuição de todos na hora de evitar o desperdício e reduzir as despesas no final do mês. Isso pode significar economia de energia ou telefone para minimizar o valor dessas contas, por exemplo.

3. Leve em conta a renda familiar

A renda familiar é um quesito importante a ser considerado na hora de comprar um imóvel. Afinal, a soma dos seus ganhos e os do parceiro influencia no quanto será disponibilizado para a realização do sonho da casa própria.

Por exemplo, se você optar por um financiamento, a recomendação é que o valor da prestação não comprometa mais do que 30% da renda mensal dos envolvidos com o empréstimo. No entanto, considere uma quantia extra que deverá ser paga como entrada, geralmente à vista.

Agora, se fizer um consórcio, não há a necessidade de dar um valor de entrada, uma vez que é possível parcelar o valor de forma integral. Lembre-se que uma parte da renda familiar deverá ser destinada para o pagamento da parcela até o fim do período estabelecido em contrato. A indicação dos 30% também vale para essa opção, para que você não comprometa suas finanças.

4. Conheça as diversas formas de pagamento

Há dois caminhos principais: à vista e financiado. Se o seu caso se encaixa no primeiro, a decisão é mais simples. Se for o segundo, é importante ter organização financeira e analisar o quanto da sua renda você pode comprometer por mês nos próximos anos. Normalmente, a compra do primeiro imóvel acontece por meio de um financiamento.

Lembre-se de já incluir o que pretende e pode pagar de parcela pela compra do imóvel. Abaixo, veja as principais opções de pagamento da compra de uma casa ou apartamento:

À vista, com recursos próprios

A compra à vista ocorre quando você dispõe do montante total correspondente ao imóvel. As vantagens desse método são uma boa capacidade de barganha, bem como não ter de se preocupar com prazos adicionais para receber o valor total correspondente ao imóvel.

Financiamento direto com o proprietário

É possível ter uma parte do valor do imóvel financiada ou postergada pelo proprietário. Tudo começa com o estabelecimento das condições de pagamento na própria proposta de aquisição. Se aceitas, essas condições vão se refletir no contrato de compra e venda do imóvel, que descreve detalhadamente as parcelas, eventuais correções de valor, multas em caso de atraso e penalidades em caso de inadimplência.

Com FGTS

O saldo do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), que pode ser retirado apenas em algumas situações específicas e, por isso, provavelmente ficaria parado, pode ser utilizado para a compra de um imóvel residencial. Há modalidades e regras específicas para cada caso, e é importante checar se e em qual delas você se encaixa.

Financiamento bancário

Nesta modalidade, você compra o imóvel a partir do crédito imobiliário fornecido pelo banco de sua escolha. Cada instituição financeira terá uma taxa de juros e critérios diferentes, que geralmente são os dois principais fatores que você precisa analisar para escolher o banco.

Consórcio imobiliário

O consórcio funciona como um grupo de pessoas que se reúne para comprar um bem, no nosso caso, um imóvel. Paga-se parcelas mensais para a administradora, que gerencia o processo, e a cada mês um ou mais desses membros são sorteados para receber o dinheiro para comprar o imóvel à vista. A princípio, portanto, é uma poupança forçada – até que você seja contemplado!

Há grupos que podem durar de 10 a 15 anos. Entre as desvantagens está que o risco maior não será de uma instituição financeira, e sim seu e de quem mais estiver no grupo do consórcio.

Opções de pagamento Soho 2525

            Você já conferiu os apartamentos disponíveis no Soho 2525? Nós trabalhamos com uma tabela de pagamento de 30% do valor durante a obra, divididos entre entrada, parcela e balões. Os outros 70% do valor podem ser pagos através de financiamento bancário ou recursos próprios.

            Acesse https://www.soho2525.com.br/ e confira os apartamentos, gardens e coberturas disponíveis.

5. Leia atentamente o contrato

Como em qualquer transação, ler o contrato com muita atenção é essencial para evitar problemas e desentendimentos. Por ser um documento longo e com uma linguagem muito formal, muitas pessoas não fazem a leitura de forma adequada.

Entretanto, é importante fazer uma análise minuciosa de cada cláusula. Também é indicado buscar ajuda de um profissional de confiança ou um advogado para tirar todas as suas dúvidas.

A compra do primeiro imóvel é um momento muito especial, mas também cercado de dúvidas e inseguranças. Seguir cada etapa, desde a procura até a assinatura do contrato, com muito planejamento e pesquisa, é a chave para concretizar este sonho.

Esperamos que este conteúdo tenha ajudado você a compreender melhor como funciona a aquisição de imóveis e o que você pode fazer para fechar o melhor negócio.

Gostou das dicas que separamos?

Se, ainda assim, você precisar de ajuda, conte com nossos corretores de plantão!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.